Artigos

Friamente Calculado | O Abismo de Domingo

Compartilhar

FC2

Ao final de todo domingo, não é incomum para a grande maioria da população brasileira ser tomada por uma melancolia opressiva e vinda, aparentemente, de lugar nenhum. Todo mundo já teve essa sensação. Para alguns é a triste comprovação de que mais uma semana se passou e nada em suas vidas foi realizado, para outros é o pavor de mais uma segunda-feira que preconiza uma semana terrível. Invariavelmente a tarde de domingo nos leva a esse estado brutal de existência.

Mas a culpa não é da semana que passou, da nossa vida pessoal ou uma eventual doença mental que finalmente se manifestou. A culpa é toda de uma entidade maligna que domina as tardes de domingo e se alimenta da felicidade e do bom humor das pessoas: Faustão.

FAUSTAOFaustão (representação artística).

E eu vou provar isso hoje. Eu vou realizar algo que ninguém jamais ousou na história da televisão brasileira: eu vou assistir ao Domingão do Faustão inteiro, sem trocar de canal. Se eu perder minha sanidade ou morrer durante o processo, digam a Pedro Lobato para parar de mandar nudes. E para o Pablo Grilo.... Mandem ele se foder.

18:57

Aqui estou, esperando a coisa começar. Essas propagandas das Olimpíadas estão me deixando enojado.

19:01

Vejo jogadores pulando com uma taça na mão. Ainda estamos no futebol? Não vamos ter Domingão do Faustão hoje? Eu estou com sorte?

19:04

MERDA!

19:05

Nossa, que bom.... Hoje temos Marcos & Belutti no programa. O que é isso? E a história dos cachorros que dormem no ártico, ou algo assim. As pessoas da plateia parecem mortas. Não ficaria surpreso se de fato estivessem.

Meu deus, ele nunca vai parar de falar?

19:07

“Quem sabe faz ao vivo! ” – Faustão.

Vá à merda.

Ah, aqui estão Marco e Belutti. É isso? As mulheres na plateia gritam como gatas no cio.

19:10

Faustão, a Besta, tenta dialogar com os dois. O Marcos (ou o Belutti, eu não sei) imita o Pato Donald e o Bob Esponja durante a entrevista. Se isso não fosse o Domingão do Faustão eu acharia isso estranho.

O melhor é o sorriso sem-graça (e sem humanidade) do Fausto. É evidente que ele se importa tanto com esse programa quanto eu. O que nos faz indagar: ele faz isso pelo dinheiro ou pelo prazer de torturar a audiência? Ou ambos?

19:13

Quem se importa com Marcos & Belutti? Quem? Quem são essas pessoas? Porque você está entrevistando eles? Qual o problema com essa porra de programa?!

19:16

Eles vão “cantar” de novo? Porra!

19:18

Eles ainda estão tocando... Acaba de me ocorrer: como alguém vira dançarina do Faustão? Que tipo de sonho de carreira demente é esse?

19:22

O Faustão não é humano. Já notaram que as calças jeans dele não parecem se encaixar no corpo? É como um bujão de gás apoiado por duas pernas-de-pau. Talvez isso seja um recipiente falso para uma forma mais horrenda, uma espécie de roupa falsa que ele usa para parecer humano.

19:25

Vinte minutos se passaram e é a mesma coisa: eles continuam cantando e a plateia adora. Detalhe para Faustão se intrometendo na música, dizendo com sua voz nojenta: “Cantando na televisão! ”

19:27

Peraí.... Existem dançarinos homens no Faustão agora?

É, estamos ficando velhos, Magneto.

19:28

“Toda glória é para deus”, segundo um dos cantores. Então eu estava certo: eles não merecem glória alguma, já que receberam tudo de graça de deus. Esses trapaceiros filhos-da-puta!

19:30

Primeiro intervalo. Eu realmente espero que dure bastante.

19:31

Sim, propaganda do PMB! Dure 5 minutos, por favor! Não, não vá embora! Não!

19:35

Oh, voltamos. ...Ele está fazendo propaganda de turismo? Costa do Dendê. OK.

19:37

Domingão aventura.... Os cachorros da Groenlândia.

É quase interessante ver o Faustão fazendo perguntas e respondendo ele mesmo. O Jô faz isso também. Deve ser mania de gordo.

19:40

“Mulher baixinha é mulher brava.” – Faustão.

O que isso implica? Que mulheres altas são dóceis ou que você é um gordo imbecil?

19:41

“Ela pegou o martelo... o que que ela vai fazer com o cachorro? ” – Faustão

Ora, Fausto... é óbvio que ela vai sodomizar um deles com o martelo.

19:43

“Tem ar condicionado aí? ” – Faustão.

Há. Há. Há. Ah, Fausto.... Porque você não morre?

19:45

Eu tenho pena do cara responsável por isso. Quer dizer, você viaja o mundo, se aventurando, conhecendo novos lugares e culturas... para mostrar ao público com a “ajuda” de Fausto Silva. É muito triste.

“Eh, garoto! ” – Faustão.

19:47

Ei, é aquela ruiva gostosa. Segunda ela, parece que Ipanema é um lugar legal. Quem diria?

Ipaneme-se??? O que é essa merda?!

19:49

“É, ou não é?!” – Faustão.

Fausto está abusando da sua posição de dono do programa para humilhar a equipe de produção. Um grande homem.

19:50

Mais um intervalo. Aleluia.

19:52

PMB novamente. Será que homem pode se afiliar? Não seria estranho?

19:56

E voltamos, infelizmente. Faustão cita várias cidades e a plateia grita desesperada. Qual o orgulho de ter a sua cidade citada nesse programa horrível? Essas pessoas também aplaudem o médico que as informa de um câncer incurável?

19:57

É hora do quadro “Tem Gente Atrás”. Espero que o MDM esteja ganhando royalties.

É basicamente um show do milhão, mas ao invés do carisma e bom humor de Silvio Santos, nós temos o avatar lovecraftiano da depressão fazendo as perguntas.

20:01

Por alguma razão, que está além da compreensão humana, durante o quadro “Tem Gente Atrás”, existem dois imitadores péssimos de Ronaldo Fenômeno e Casa Grande, fazendo comentários sem nexo.

O Ronaldo se torna o Galvão Bueno por alguns momentos. Por quê? A pergunta correta é: quem se importa? Está claro que a produção não dá a mínima.

20:05

Por uma fração de segundo, na plateia, eu vi um homem com obesidade mórbida e uma expressão assustada no rosto. Esse foi o melhor momento do programa até agora.

20:07

Temos um imitador, no chuveiro, imitando o GRANDIOSO SELTON MELLO. Agora ele está cantando.

O que é esse programa quer dizer para mim? Que Selton Mello ainda é relevante? Bem, vai se foder!

20:11

E de repente, surge Tony Tornado. Não, isso não é um fanfic. Ele realmente surgiu de repente no programa.

Que fim de carreira maldito, hein?

20:15

Eu consigo sentir as ondas de depressão emanando da televisão. Se eu não mantiver o foco eu posso cometer suicídio a qualquer momento. Esse programa é tão ruim que eu poderia me matar com as almofadas do sofá.

20:16

Trouxeram um maluco que parece um cosplay do Homem-de-Ferro feito com 10 reais para tocar “Ai se eu te pego”. O mundo é um lugar horrível.

20:18

Agora vai! Um dos candidatos é um travesti autointitulado “Beyonce do Amapá”! E o nome dele é Cleyton.

20:21

Um fotógrafo dando dicas.... Ah, que se foda, eu desisto. Eu sinto como se estivesse com ressaca e eu nem bebi nada hoje. Esse programa é a forma televisiva da diarreia.

20:24

Mais um intervalo. Acho que vou aproveitar para contar um evento que ocorreu comigo hoje.

Exatamente ás 17:41, uma dupla vestida com roupas sociais tocou a campainha de minha residência. Abri a porta e logo os identifiquei como missionários mórmons. Um deles era magro e alto, de cabelos loiros, o outro era menor e moreno. O único que falou comigo e produziu sons foi o maior, enquanto o menor observava nossa conversa em silêncio (seria ele uma espécie de lacaio do maior?).

O português do ianque era muito bom, sendo que seu sotaque só era percebido com bastante atenção. Ele me perguntou, educadamente, se eu era de alguma religião. Eu disse a ele que não praticava nenhuma religião e não tinha nenhum interesse no assunto, me despedindo logo em seguida. Foi estranho: por um momento eu pensei em sacanear ele, fazendo perguntas sobre a cosmologia etnocêntrica de John Smith ou as práticas poligâmicas de sua família. Mas não o fiz. Uma pequena voz no fundo da minha consciência constantemente me dizia: “é fácil demais. ”.

Essa foi a primeira vez que fui incomodado por missionários mórmons em minha própria casa. Hoje, de todos os dias.... Será que Elohim, no planeta Kolob, sabia o que eu estaria prestes a fazer hoje? Será que ele tentou me oferecer a salvação através dos seus fiéis antes que eu me aventurasse nas profundezas horrendas do Domingão do Faustão?

Oh não... O que foi que eu fiz?!

20:29

E voltamos... E ainda estamos no mesmo quadro! Caralho! Eu pensei que essa porra já tinha terminado.

20:31

Eu pagaria qualquer quantia em dinheiro para socar a cara desse gordo. Ele simplesmente não é natural.

Porque elas estão dançando agora? Está todo mundo chapado nessa porra?

20:32

Agora vem as videocassetadas. E ele começa um monólogo. Puta merda.

Quem ainda assiste as videocassetadas? Eu posso, em 5 segundos, procurar acidentes no Youtube e encontrar mais de 100 horas seguidas desse conteúdo. E a melhor parte: não tem um gordo idiota comentando cada queda!

20:36

“Isso é um cachorro ou um jumento? .... É um cajumento. Agora ele virou um tatu. ” – Faustão.

Eu não estou inventando isso.

20:37

Caralho, algumas dessas gravações tem mais de 30 anos. É possível que a maioria dessas pessoas estejam mortas ou sejam idosas atualmente. O que faz desse quadro um segmento extremamente mórbido e transforma o Faustão em um monstro muito maior do que eu imaginava.

20:39

“O marido manda aquele torpedo. A cada mulher que eu olho eu vejo você. ” – Faustão.

Isso foi uma tentativa de piada? Nossa, estamos entrando em novos terrenos da comédia aqui! Logo vamos ter piadas sobre crianças morrendo de câncer.

20:43

“O quadrúpede e o.... e o.... a família toda. ” – Faustão.

Oh, o que seria da televisão brasileira sem os comentários divertidos desse cara? Quando o Faustão se aposentar eles vão ter que substituí-lo por um serial-killer gago com delírios em que é constantemente molestado pelo Papai Noel.

20:44

Propaganda do MiniChicken perdigão. Parece que é uma delícia. E o Faustão humilha mais uma vez um membro da equipe.

“Só a perdigão pra oferecer pra galera... MiniChicken! ” – Faustão.

20:46

“Vem aí o filme: o assassinato do farofeiro! ” – Faustão sobre um homem caindo de paraquedas.

Eu não entendi a “piada”. Mas é aí que está a genialidade desse homem: ele também não entendeu.

20:47

“Uma nova pizza... Pizza de borracha. ” – Faustão sobre uma pizza normal.

Se Faustão fosse um palhaço, ao invés de ir ao picadeiro apresentar comédia física ele cortaria os pulsos e jogaria sangue na plateia enquanto grita desesperado: “Eu tenho AIDS! Eu tenho AIDS! ”.

20:49

“Coitado do Robin... olha o cachorro Batman. ” – Faustão comentando sobre um menino e um cachorro comuns.

A mente do Faustão não funciona como a mente de uma pessoa normal. Quando ele assiste um filme de guerra ele fica perguntando quando o chimpanzé vai ganhar o campeonato de voleibol e depois ele elogia a maquiagem do cowboy espacial. É uma mente única.

20:51

“Eu vou morrer.... Aaaaaaaaggghhhhh! Aaaaaahhhhhh! Aahhhhhh!” – Faustão sobre um cara que se machucou fazendo supino.

Por um momento eu fechei meus olhos e imaginei que o Fausto estava morrendo de verdade. Foi ótimo.

20:52

“Olha o cara, o cara parece uma tartaruga ninja. ” – Faustão sobre uma pessoa de quadriciclo que não se parece em nada com uma tartaruga ninja.

... O Michael Bay assiste esse programa?

20:53

“Sai da chuva panetone!” – Faustão.

Nós não possuímos recursos na Civilização Ocidental para desvendar o que essa frase significa. Nossos cientistas vão levar no mínimo 3000 anos só para entender o contexto dessa aberração, depois eles vão arrancar os próprios olhos quando descobrirem que é tudo uma piada ruim sobre pênis.

20:56

“Agora vem aí! O pai-naca! ” – Faustão.

Um trocadilho contado por uma pessoa comum é somente uma piada ruim. Um trocadilho contado por Faustão é uma arma, a qual ele não tem medo de usar.

20:57

Acho que meu cérebro está anestesiado. Eu já nem consigo entender o que essa abominação está falando. Não consigo nem entender as imagens.

20:59

Ele agradece e me deseja “boa viagem”. Para onde eu vou Fausto, para o inferno? Já não estamos nele?

21:00

Os créditos sobem e começa o Fantástico. Nesse momento, eu juro que eu escutei um enorme barulho de peido vindo dos céus. Não pude confirmar se foi um sinal divino ou a minha mente achou apropriado terminar essa merda com um peido.

*****

Eu não tenho palavras para descrever o Domingão do Faustão. Nem Fausto Silva tem palavras para fazer descrever isso. Se alguém perguntar para um membro da produção o que exatamente eles estão fazendo, eu aposto que todos vão começar a chorar em posição fetal.

Não existe diversão aqui. Não existe alegria, nem interesse.... Nada. Somente o Faustão. Ele e o abismo de domingo.

-

Texto de autoria de "The Nindja".

Vortex Cultural

Um autômato a serviço do site... ou não.
Veja mais posts do Vortex
Compartilhar