Cinema

Crítica | Oscar por Kobe

Compartilhar

Oscar por Kobe foi um especial da ESPN Brasil que dedicava seu estudo a admiração de Kobe Bryant, ídolo dos Los Angeles Lakers sobre Oscar Schmidt. Apresentado por José Renato Ambrósio, o repórter aproveita a entrevista que fez com ele, para o especial sobre Oscar Schmidt A Estreia, e utiliza o residual disso para fazer esse pequeno documentário de vinte e dois minutos.

Há brilho no olhar do ex Ala-Armador do Los Angeles Lakers, não parece haver ali qualquer sinal de forçação, ao contrário, há uma genuíno idolatria pelo jogador brasileiro que para muitos, foi o melhor jogador a não ir para a NBA. Ao falar da relação que seu pai, Joe Bryant teve com Schmidt, ele assume que não havia ali uma grande rivalidade, até porque o pai do ídolo não era tão notório, nem em comparação ao ala tupiniquim nem ao que foi a carreira de Kobe.

É certo dizer que uma das sementes do entusiasmo de Bryant em quadra, era a carreira de Oscar, como também o foi Magic Johnson, o armador que era ídolo das cores dourado e roxo. Ainda que movido pelas perguntas de Ambrósio, Kobe considera que a mudança do paradigma de ou jogar na seleção ou na NBA só foi superada por, entre outros fatores, a recusa de Oscar em ir para o New Jersey Nets.

Bryant não chega a colocar Michael Jordan e Oscar no mesmo patamar, mas ele diz que queria ver os dois na quadra, movido também pela curiosidade de ambos terem sido selecionados no draft de 1986. Ele até comenta que houve algum impacto sim a derrota no Pan Americano de Indianópolis para o Brasil, mas não parece ter tanta certeza disso, até porque ele já conhecia Oscar, Marcel e boa parte daqueles jogadores, então, para ele não havia tanto impacto e surpresa, diferente da postura arrogante

As declarações do recém aposentado jogador dos Lakers, Oscar seria facilmente um dos 50 maiores da historia se tivesse disputado a NBA, mas o maior legado do especial certamente são as falas do atleta sobre seu futuro e sobre seu legado, com Gigi (Gianna Bryant, sua filha que também jogava basquete), que infelizmente faleceu com ele no acidente de helicóptero, e obviamente que é melancólico observar isso, mas aqui há muitas informações intimas e ternas do grande homem que Kobe foi.

 

Filipe Pereira

Filipe Augusto Pereira é Jornalista, Escritor, quer salvar o mundo, desde que não demore muito e é apaixonado por Cinema, Literatura, Mulheres Rock and Roll e Psicanalise, não necessariamente nessa ordem.
Veja mais posts do Filipe
Compartilhar