Como o filme de Metal Gear será fiel ao jogo

Jordan Vogt-Roberts fez novas revelações sobre os planos da adaptação da franquia mais querida dos videogames, Metal Gear Solid. O progresso do filme tem sido bem devagar desde que o diretor foi definido em 2014, mas o sucesso do seu filme anterior Kong: A Ilha da Caveira fez o projeto andar um pouco mais rápido.

O diretor já declarou sua paixão pela série, e ele disse que quer fazer o filme “mais louco e punk rock” possível. O sucesso de Kong deu a ele um pouco mais de crédito junto aos estúdios Sony, provando que ele pode entregar um verdadeiro blockbuster.

Em uma entrevista que Vogt-Roberts deu ao site Eurogamer para promover Destiny 2, o diretor falou mais sobre os planos para Metal Gear, confirmando que o filme não será uma adaptação direta de nenhuma história dos jogos.

“Eu não posso falar muito. Não é uma adaptação direta de nenhum dos jogos, parece mais uma versão moderna mas não é uma mistura dos melhores momentos do jogo por que não será isso, mas uma tentativa de fundir algumas histórias, de amarrar todas as narrativas, porém eu não posso falar muito sobre isso agora, mas estou muito empolgado. Eu acho que o filme vai fazer as pessoas falarem ‘wow, como eu não percebi isso antes’ e isso é muito legal, será uma abordagem bem Kojima.”

A entrevista torna o amor do diretor pela série claro, mas é fácil ver como pode ser um passo complicado para o estúdio. Apesar do sucesso da franquia, o enredo é famoso por ter diversos períodos de tempo, clones malignos, um vampiro, um ninja cyborg e todas as formas de distorções bizarras.

Acompanhe-nos pelo Twitter e Instagram, curta a fanpage Vortex Cultural no Facebook, e participe das discussões no nosso grupo no Facebook.