Lançamentos Literários – Semana 06

Mais uma postagem com os comentários, listas e indicações de mais uma semana literária. Interessante evidenciar que os destaques escolhidos são, em maior parte, relançamentos de obras no país. Uma tendência tem crescido nos últimos anos, que é de revitalizar grandes obras ou aproveitar suas adaptações em outras mídias focando em edições especiais. Tudo para agradar àqueles que gostam de material extra, além das próprias narrativas.

Relançamento de peso

Diana-Gabaldon-O-resgate-no-Mar

Quem pensa que George R. R. Martin escreve longos livros, precisa conhecer a americana Diana Galbadon, que não só compartilha do mesmo nicho literário, a literatura de fantasia, como também do gosto por longas sagas. A obra da autora tem sido relançada pela Saída de Emergência, que divulgou recentemente a capa da primeira parte do terceiro romance, O Resgate do Mar.

A trama que envolve uma viagem no tempo à Escócia do século XVIII também foi adaptada para a televisão pelo canal Starz (o mesmo da série Spartacus) que, recentemente, terminou a exibição da primeira temporada.

John Green comemorativo

Após as diversas edições lançadas pela WMF Martins Fontes, a editora Intrínseca lança uma versão comemorativa do primeiro livro de John Green, Quem é Você, Alasca? A edição comemorativa reúne um texto especial do autor, além de detalhes sobre o processo de edição, e cenas do manuscrito original que foram cortadas.

Prestes a fazer uma visita ao país devido ao lançamento da adaptação do romance Cidades de Papel, a obra do autor continua na lista dos mais vendidos, e há mais adaptações para o futuro: Alasca já foi confirmado nos cinemas.

Velho (Italiano) Safado

caravaggio-milo-manara-veneta

Lançamento simultâneo em diversos países do mundo, chega ao Brasil pela Editora Veneta o novo álbum do talentoso Milo Manara. O italiano hábil em compor sensuais mulheres seminuas produziu uma história sobre Caravaggio, aproveitando-se do estilo do pintor e recriando seus traços para narrar sua biografia.

Em entrevista a Folha, Manara afirmou seu fascínio pelo erotismo e admiração pelo pintor e, que, segundo ele, foi responsável pelas mulheres mais belas já desenhadas. Em breve, comentaremos sobre o lançamento.

Rapsódia do Brasil

Literato canônico homenageado na FLIP deste ano, Mário de Andrade e seu clássico Macunaíma ganharam nova edição pela Nova Fronteira. A editora vem promovendo nos últimos anos o resgate da obra do autor em bonitas edições. Ano passado, foi lançada a obra poética completa em duas edições. Neste ano, um romance inédito, Café, e agora esta edição especial do herói sem nenhum caráter em capa dura e fotos inéditas do escritor modernista. Ainda este ano, três estudos de sua obra estão programados, com lançamento direto em e-book: Música de Feitiçaria, As Melodias do Boi e Pequena História da Música.

Andrade não foi apenas um grande literato brasileiro como também um estudioso da cultura nacional. Foi difamado por alguns autores por conta de seu perfil discreto e uma provável homossexualidade nunca assumida – uma de suas correspondências vetadas pela família foi recentemente aberta ao público pela Fundação Casa de Rui Barbosa. Ainda que exista sempre uma mística em torno de grandes artistas e uma necessidade de desvendar por completo figuras públicas, a obra de cada escritor sempre deve falar mais alto que sua vida pessoal. Sim, a história de vida de Andrade pode iluminar aspectos sociais da história do país, mas seu legado é precioso devido às suas grandes obras.

Mangá relançado

Hellsing - JBC

Lançado em 1997 por Kouta Hirano e publicado no país pela JBC em 2008 a 2010, o mangá Hellsing será relançado pela editora em formato de luxo. Anteriormente, a série foi publicada no país em 20 edições, em época que era comum lançar as edições japonesas dividas em duas, em meio-takon. O novo lançamento contém apenas dez edições mensais e impressas em papel off-set.

A trama de Hellsing se passa na Inglaterra em 1999 e acompanha a Organização Hellsing, fundada por uma família de mesmo nome há mais de 100 anos com o objetivo de combater seres das trevas.

Lançamentos e Indicações de Junho

A Estepe, Anton Tchekov (Penguin / Companhia).  A viagem de um menino que parte para estudar em outra cidade e, para isso, percorre alguns dias pela vasta estepe russa.

Agora Aqui Ninguém Precisa de Si, Arnaldo Antunes (Companhia das Letras). Alternando poemas em verso e visuais, fotografias e “prosinhas”, a obra é marcada pela pluralidade, pelo registro pop e pela sonoridade, tão próprios ao artista, que assina também o projeto gráfico.

A Ilha Misteriosa, Julio Verne (Zahar). Cinco “náufragos do ar”, arrastados em seu balão por um furacão, aterrissam numa ilha deserta do Pacífico Sul, em 24 de março de 1865.

Caravaggio, Milo Manara (Veneta).

Macuinaíma, o herói sem nenhum caráter, Mario de Andrade (Nova Fronteira).

O Diário De Guantánamo, Mohamedou Ould Slahi (Companhia das Letras). Desde 2002, Mohamedou Slahi está preso no campo de detenção da Baía de Guantánamo, em Cuba. Três anos depois de sua prisão, Slahi deu início a um diário em que conta sua vida antes de desaparecer sob a custódia americana, o processo interminável de interrogatório e seu cotidiano como prisioneiro em Guantánamo.

O Exterminador do Futuro, James Cameron, Randall Frakes e Bill Wisher (Darkside Books). Novelização do clássico de James Cameron sobre um ciborgue de aparência humana, indestrutível, é enviado para 1984 para assassinar uma garçonete, cujo filho ainda não nascido e vai liderar a humanidade em uma guerra contra as máquinas, enquanto um soldado dessa mesma guerra é enviado para protegê-la a todo custo.

Origens – Catorze Bilhões de Anos de Evolução Cósmica, Neil Degrasse Tyson (Planeta).  O roteiro de uma ampla jornada científica aos aspectos macro e micro do universo

Outlander – O Resgate no Mar – Livro Três – Parte I, Diana Galbadon (Saida de Emergência).

Outras Américas, Sebastião Salgado (Companhia das Letras). Em 1985, saía o primeiro livro de Sebastião Salgado: “Outras Américas”. A coletânea de fotografias é fruto das inúmeras viagens que Salgado fez entre 1977 e 1984, revisitando a América Latina e evocando a persistência das culturas camponesas e indígenas.

Quem é você, Alasca? – Edição Comemorativa de 10 Anos, John Green (Intrínseca).


Recomendação do Editor

post mortem - patricia cornwell  Post Mortem, Patricia Cornwell (Paralela): Primeiro livro de Patricia Cornwell, introduzindo a médica-legista Dr. Kay Scarpetta, nova em seu cargo e obrigada a investigar uma série de assassinatos com mulheres como vítimas. Utilizando recursos atuais da medicina e pesquisa forense, Cornwell compõe uma boa trama e desenvolvem bem a singular personagem principal que, ainda hoje, estrela seus livros.