Resenha | Thor, o Deus do Trovão: O Amaldiçoado

Encadernado de 164 páginas que reúne da edição 12 a edição 18 do quadrinho Thor, o Deus do Trovão, o arco O Amaldiçoado dá continuidade à grande fase iniciada por Jason Aaron. Na própria capa do encadernado vemos uma citação que diz que o roteirista nasceu pra escrever Thor. De fato, Aaron talvez seja um dos quem melhor compreendeu o personagem em sua essência, retratando como o deus que ele é, assim Walt Simonson.

O encadernado é composto de duas histórias independentes (correspondentes às edições 12 e 18 da cronologia americana) e de um arco de histórias que envolve uma caçada ao vilão Malekith. Há uma interessante diferença de tons entre as duas histórias independentes e o arco mencionado. Auxiliado pela vivaz arte de Ron Garney, Aaron compôs uma breve saga muito divertida que intercala humor, violência e aventura. É interessante observar a Liga dos Reinos idealizada pelo autor. Fica bem clara a influência de Senhor dos Anéis, com personagens sendo quase paródias das criações de J.R.R. Tolkien. Há também uma grande influência de RPGs nessa saga, visto que a Liga é composta de diferentes raças. O ritmo da saga é vertiginoso e entrecortado por momentos de humor muito bem pontuados. O texto de Jason Aaron é excelente.

Já as duas histórias independentes são ainda mais interessantes, por nos dão uma visão de Thor como uma divindade. Na primeira, intitulada “Era Uma Vez em Midgard” Thor se vê às voltas com problemas mundanos. Durante a história, o Deus do Trovão auxilia um condenado no corredor da morte, uma cientista ambiental que está sem par para um baile no porta-aviões onde trabalha e algumas outras situações em que ele se faz necessário. Entretanto, a história ganha contornos dramáticos e até mesmo filosóficos quando Thor vai visitar uma Jane Foster com câncer. Aaron acerta na sensibilidade dos diálogos em todos os momentos, sem deixar que a história descambe pro sentimentalismo barato. O uso de idas e vindas temporais também ajuda a dar contornos ao filho de Odin. Já na última história do encadernado, novamente vemos Thor, porém jovem e caminhando entre os vikings. Outra história bastante interessante que aproxima o Deus do Trovão da humanidade.

Considerado por muitos como um dos autores definitivos do personagem, Aaron mostra como consegue escrever diferentes tipos de histórias, com muita sensibilidade e compreensão do material que tem em mãos.

Compre: Thor – O Amaldiçoado.

Facebook – Página e Grupo | Twitter Instagram.