Games

Review | Tekken 7

Compartilhar

Tekken 7 foi lançado em 2015 apenas nos arcades. Somente em 2017 que o jogo da Bandai Namco chegou ao Playstation 4, XBox One e PC. Há anos (ou melhor, décadas) eu ignoro a franquia Tekken, o máximo que joguei foram algumas partidas de Tekken 2 e 3 no Playstation. Street Fighter foi, por muito tempo, minha franquia favorita. Mas sabe aquele papo de que "você só sabe o que é bom ou ruim quando há algum parâmetro de comparação"? Pois é. Jogando Tekken 7 eu percebi o quanto Street Fighter V é limitado.

Para início de conversa, o simples fato de Tekken ter a movimentação em 3D já o torna um jogo muito mais dinâmico e imprevisível. Se o oponente tentar te prender no canto, você pode afastá-lo um pouco com alguns golpes, mesmo que sejam defendidos, e logo depois andar para os lados. Nos jogos em perspectiva 2D, sair do canto é bem mais difícil e por vezes já podemos nos conformar com a possível derrota.

Os cenários também influenciam na dinâmica. Por exemplo, se você inicia um combo de 8 golpes, mas no sexto o oponente bate na parede, você precisa interromper seu combo e aplicar outros golpes que acertem. Isso tira o jogador da zona de conforto, pois seu combo mudará de acordo com a situação. Dependendo do golpe que jogou o adversário na parede, a situação pode mudar, e você terá que se adaptar novamente para continuara aplicar dano. Existem os cenários sem parede, chamados de "infinitos", que podem trazer vantagens e desvantagens de acordo com o personagem que estiver usando. Ao mesmo tempo que pode trazer uma desvantagem de aplicação de dano para o Jack-7 e Kuma/Panda, por exemplo, também pode ser uma vantagem para a Alisa, que tem uma movimentação rápida e golpes de longo alcance, permitindo manter a distância com mais facilidade. Cada cenário tem sua música, muito boas por sinal.

E não basta essa variável. Até a forma de se levantar pode comprometer sua luta. Você pode levantar de diversas formas, seja rolando para alguma direção ou simplesmente levantar no mesmo lugar. Também é possível levantar golpeando. Essas variações fazem toda a diferença, pois você ainda pode ser golpeado quando está caído, e levantar de forma displicente pode ser fatal.

Um ponto que chama a atenção é que nenhum personagem de Tekken 7 é ruim. Óbvio que existem os mais fortes (Devil Jin, Leroy, Paul...), mas isso não significa que escolher um top tier garantirá a vitória sobre um low tier. Isso já foi comprovado em um torneio que entrou para a história. Digamos que um personagem low tier precisa de mais esforço do jogador para ganhar as lutas, enquanto que os top tier possuem ferramentas que podem facilitar a vitória (seja dano alto, sejam golpes imprevisíveis ou difíceis de defender). As fraquezas podem ser compensadas com a movimentação e estratégia, algo que em Street Fighter é muito mais difícil.

Mas não se preocupe, há personagens em abundância para escolher. São mais de 50, e cada um possui, no mínimo, 60 golpes. Ao mesmo tempo que este é um ponto forte, também é um elemento que torna a evolução e aprendizado do jogador bem lenta. Isso porque o maior desafio é aprender a se defender.

Há três tipos de golpes: altos, médios e baixos. Altos e médios devem ser defendidos em pé, e os baixos, agachado. Ou seja, não adianta ficar defendendo abaixado o tempo todo, você pode tomar um golpe médio na cara. Você pode esquivar dos golpes baixos pulando. Dos altos, basta se abaixar. O passo lateral também é uma opção, mas não é certeza de sucesso, depende da situação. Já começou a entender o desafio?

É importante conhecer, pelo menos, alguns golpes e combos específicos dos personagens que você enfrenta, caso contrário será difícil se defender. E por haver dezenas de personagens e centenas de golpes, não será algo fácil (nem vou falar de frame data). Com a evolução, você perceberá que a esquiva é muito mais importante que a defesa.

Parece algo inalcançável, mas não é. Você não precisa conhecer os detalhes de todos os golpes, de todos os personagens. Só que, quanto  mais você souber, melhor. Felizmente, o jogo traz alguns padrões que lhe possibilita deduzir as propriedades dos golpes. Por exemplo, a esmagadora maioria dos golpes baixos, ao serem defendidos, possibilitam punir com algum contra-ataque ou combo. O mesmo vale para os golpes que jogam o adversário pra cima, deixando-o em situação de combo. Golpes de investida, aplicados ao correr, geralmente dão uma certa vantagem ao atacante se forem defendidos, ou seja, não tente aplicar nenhum golpe após se defender uma investida. Observando esses detalhes, o aprendizado se torna levemente mais fácil.

A maior crítica que tenho ao jogo é a quantidade de dano aplicada por alguns personagens. Os convidados Akuma e Geese, por exemplo, conseguem aplicar mais de 90% de dano em um único combo(não é simples de fazer, mas é plenamente possível). Por mais que o padrão em Tekken 7 seja vencer 3 rounds ao invés de apenas 2, a quantidade exagerada de dano em algumas situações quebram um pouco da experiência do jogo. Também existem alguns desbalanceamentos de alguns personagens,  que foram corrigidos até certo ponto, mas alguns detalhes remanescentes são difíceis de defender.

Tendo em vista a complexidade do jogo, eis que outro problema surge: não há tutorial! Sim, por algum motivo, não colocaram sequer um tutorial simples para te ensinar as mecânicas do jogo. O máximo que temos são dicas rápidas nas telas de loading e algumas definições na lista de golpes dos personagens, o que não é suficiente. Eles deveriam ter aprendido com o excelente tutorial de Killer Instinct ou mesmo de Dead or Alive 6, também da Bandai Namco.

O recado final é: jogadores casuais não devem notar os problemas e vão se divertir bastante com as dezenas de personagens e os modos de jogo offline (arcade, história, boliche e outros, mas como nem toquei nesses modos, ficarei devendo uma avaliação deles). Para os jogadores competitivos que vão se aventurar nas partidas online, saibam que o aprendizado é bem lento e gradual. Antes das 100 horas de jogo, você ainda estará aprendendo os detalhes. Com as minhas atuais 350 horas de jogo, me considero um jogador razoável/bom, sendo que depois disso temos o "ótimo" e "absurdo". O netcode é bom, raramente dá lag, e sempre há adversários online (de vez em quando demora um pouco para encontrar alguém). Em breve sai a Temporada 4 com 2 novos personagens (um deles já anunciado, a Kunimitsu), 2 novos cenários, melhoria do netcode, algumas mudanças no sistema de rank, dentre outras coisas. Isso deve manter o jogo vivo por mais algum tempo, então ainda vale a pena se aventurar no Tekken 7. Foi uma grata surpresa, e me arrependo de não ter começado a jogar antes.

Almighty

Ainda moleque, descobriu a existência de bons livros, mesmo com a escola mostrando o contrário em suas leituras obrigatórias. Na adolescência, começou a ouvir heavy metal e posteriormente aprendeu que a boa música não se resume a esse (ótimo) estilo. Formado em Direito.
Veja mais posts do Almighty
Compartilhar