Reviews

Review | Erased (Boku Dake Ga Inai Machi)

Compartilhar

Boku dake ga Inai Machi PosterEm todas as temporadas do ano, diversos são os títulos de animações japonesas que são lançados simultaneamente. As novidades são tantas que às vezes é difícil decidir o que ver ou não, mas geralmente somos surpreendidos com algumas obras peculiares e impressionantes que podem passar desapercebidas em um primeiro momento, mas que demonstram ser verdadeiras obras primas. Este é o caso de Erased (Boku Dake Ga Inai Machi no original em japonês), animação do estúdio A-1 Pictures e dirigida por Tomohiko Ito, adaptado da obra homônima de Kei Sanbe.

Satoru Fujinuma é um adulto de 28 anos que fracassou em sua vida em perseguir seu sonho em ser um mangaka e acabou por se tornar um mero entregador de pizza. Apesar de parecer mais um adulto ordinário, Satoru possui uma pequena particularidade: o poder de involuntariamente voltar uma pequena fração de minutos no tempo sempre que algo ruim acontece. Apesar de não controlar esse poder, Satoru sabe de sua existência e sempre que ocorre, tenta observar à sua volta o incidente que ele pode ajudar a evitar e, geralmente, é bem-sucedido. Isso até o fatídico dia em que uma morte plantada para incriminá-lo o faz voltar involuntariamente no tempo para a época em que possuía 11 anos de idade. Sem compreender como foi possível ter voltado tantos anos no tempo, Satoru se vê novamente protagonista de um período de sua vida em que colegas de sua escola foram vítimas de um assassino serial, sentindo-se, dessa forma, compelido a mudar o curso da história e evitar os assassinatos.

A primeira coisa a se dizer de Erased é de que se trata de uma animação atípica, pois trata com sobriedade de temas bastante sérios: assassinatos, violência infantil e abusos. Ao contrário da maioria das animações japonesas, as quais utilizam recorrentemente de alívios cômicos para compor suas tramas (característica típica de animes tradicionalmente), Erased abraça a sobriedade e a melancolia.

Somos transportados juntos de Satoru, um adulto no corpo de uma criança de 11 anos, que se vê compelido a salvar outras crianças que em uma linha temporal haviam sido assassinadas por um desconhecido homicida. Diga-se de passagem, esse é um dos grandes méritos dessa obra, uma vez que, diferente de grandes histórias policiais com grandes investigadores, temos uma criança de 11 anos com a mentalidade de um adulto fracassado de 28 anos tentando fazer uma investigação. Isso colabora com a construção da tensão da trama ao longo dos episódios de uma forma satisfatória.

Erased é uma excelente história sobre viagem no tempo, com todas as diversas consequências e implicações que todo fã de ficção adora no gênero. Porém, muito mais do que isso, trata-se de uma história de relações humanas, de amadurecimento e dos pequenos atos que podem mudar a vida das pessoas para melhor. Acompanhado de uma animação muito bem trabalhada e de uma trilha sonora melancólica que permeia a atmosfera do anime durante toda sua duração, Erased é imperdível não apenas para fãs de animações japonesas, mas para todo o público geral minimamente curioso em assistir diferentes obras de qualidade.

Contando com 12 episódios, Erased pode ser visto diretamente no site Crunchyroll, com legendas em português e qualidade Full HD.

-

Texto de autoria de Pedro Lobato.

Vortex Cultural

Um autômato a serviço do site... ou não.
Veja mais posts do Vortex
Compartilhar