Resenha | Coin Laundry Lady

Ao longo de sua carreira, o artista japonês Hiro Kiyohara, autor de Another, fez alguns capítulos bem curtos sobre uma garota que vivia numa lavanderia. Tudo isso foi compilado em Coin Laundry Lady, lançado no Brasil pela Editora JBC em volume único, incluindo páginas coloridas.

Primeiramente, parabéns pela coragem, JBC. Este é um mangá que tem um potencial gigantesco de ser odiado por grande parcela do público, e mesmo assim lançaram por aqui. Digo isso porque esta obra aposta em um tipo de humor muito peculiar, nitidamente voltado para o público japonês, sem muito apelo aos leitores de outras culturas. Explico.

Por se tratar de inúmeros capítulo curtos e fechados, inexiste uma sequência narrativa de uma história maior. Não há muita conexão entre os capítulos, a não ser os locais e personagens. Isso se justifica pela forma que o autor concebeu esta obra, fazendo capítulos esporadicamente. Me parece algo despretensioso, feito pela diversão, mas que deve ter agradado algumas pessoas, caso contrário não teria sido compilado em um volume único de quase 200 páginas.

No decorrer da leitura, fui atravessando os capítulos sem grandes esforços, sendo os belos traços de Kiyohara o ponto mais forte da obra. Quanto à história em si, nada mais é do que um compilado de loucuras aleatórias, sem muito sentido, mas que estavam minimamente divertidas. Os capítulos curtos ajudam a manter o ritmo de leitura. Não é o tipo de mangá que se lê de uma só vez, visto a falta de uma história central. Não há nada extremamente engraçado que arranque gargalhadas. Não me pareceu essa a intenção do autor. Por outro lado, as situações absurdas e aleatoriedades são engraçadinhas e renderam alguns sorrisos.

Sugiro cautela em relação a este mangá. Quem não é acostumado aos quadrinhos orientais tem 97,9% de chance de detestar Coin Laundry Lady. Vejo inclusive uma boa parcela de leitores assíduos de mangás que podem reprovar esta obra. Recomendo apenas para quem busca uma leitura casual, “desliga-cérebro”, que apenas quer ler algo bem desenhado sem grandes tramas ou narrativas. Este é aquele mangá que não pode ser levado a sério em momento algum e, no final das contas, é um passatempo mediano.

Compre: Coin Laundry Lady.

Acompanhe-nos pelo Twitter e Instagram, curta a fanpage Vortex Cultural no Facebook, e participe das discussões no nosso grupo no Facebook.