Resenha | O Mistério dos Signos

Fazia um boa tempo que não lia uma história em quadrinhos da Disney. Para ser bem sincero, não tenho memória de quando sentei e li uma HQ do Mickey ou Pato Donald antes de ler O Mistério dos Signos, lançado pela Abril Jovem em Janeiro de 2014. Talvez por esse fato, minha leitura tenha sido um tanto quanto imparcial, o que não significa que não tenha gostado da trama. Aliás, adorei a história.

Concebida por Bruno Sarda, O Mistério dos Signos foi durante um bom tempo a maior saga em quadrinhos da Disney, posto depois tomado por Era Uma Vez na América. Publicada ao longo de 12 edições do gibi Topolino, a história narra a busca pela Pedra Zodiacal, artefato mágico dividido em 12 pedaços que revela seu poder quando é unificado.

A trama começa quando Pateta e Mickey descobrem a existência do artefato durante uma viagem ao passado. A dupla acaba dando de cara com um grupo, liderado pelo Professor Zodiacus, que acredita que a pedra possui poderes extraordinários e dá ao seu possuidor a capacidade de enxergar o futuro. Ao voltarem para o presente, a dupla começa uma busca pelas doze peças que compõe a Pedra. Ela foi dividida pelo professor para que seus herdeiros transmitissem a cultura e o respeito pela Astrologia. A trama vai ficando mais interessante à medida que Tio Patinhas, Donald e seus sobrinhos se unem à dupla e ao professor na procura das peças. Patinhas quer usar a pedra para seu lucro próprio, enquanto Mickey, Pateta e Zapotec querem a peça por seu valor histórico. Mas, espere! Tem mais! Bafo de Onça, o arqui-inimigo de Mickey também está ciente da Pedra Zodiacal e parte em sua busca própria para ter em suas mãos a relíquia.

Parece confusa? Só parece. O roteiro de é muito bem escrito e faz com que a trama se desenrole de forma muito natural, dividindo-se entre os eventos presentes e flashbacks que contam como funciona história das 12 peças que compõe a Pedra Zodiacal. Outro ponto positivo é a interação entre os personagens. Mickey, Donald, Tio Patinhas, Bafo, Mancha Negra, Vovó Donalda, Gansolino, Huguinho, Zezinho, Luisinho, Maga Patalójika e até o Super Pato desfilam pela história, sempre interagindo em cena e com funções importantes na trama. Geralmente, excesso de personagens ocasiona problemas narrativos, mas aqui é uma das melhores soluções. Os desenhos de Massimo de Vita e Franco Valussi também ajudam na fluidez da história, pois criam um visual agradável aos olhos.

Essa edição da Abril também é digna de elogios porque conta com um especial sobre todo o processo de criação da saga e ainda com um breve guia de astrologia, extras que fazem a leitura ser mais prazerosa. Em resumo, O Mistério dos Signos é uma dessas deliciosas histórias que divertem tanto aos leitores novos quanto aos mais velhos.

Compre: O Mistério dos Signos.

Acompanhe-nos pelo Twitter e Instagram, curta a fanpage Vortex Cultural no Facebook, e participe das discussões no nosso grupo no Facebook.