Artigos

O que Seinfeld tem para te oferecer?

Compartilhar

O que Seinfeld tem para te oferecer

Um breve histórico sobre Seinfeld, uma das sitcons mais famosas da história, e um marco da TV

Certa vez em um determinado episódio, Seinfeld diz: “O motivo pelo qual se assiste a um programa de televisão é porque ele acaba. Se quisesse uma história longa, chata e sem qualquer sentido, para isso tem-se a própria vida.”. E bem, apesar da tristeza duma série tão querida já estar há mais de 15 anos fora do ar, realmente, algumas coisas merecem acabar por serem muito boas. Na ocasião do anúncio do fim da sitcom, a produtora NBC teria oferecido R$110 milhões à Seinfeld para mais uma temporada, mas de acordo com ele, assim como os Beatles que duraram apenas 9 anos, Seinfeld acabaria, também depois de 9 anos no ar.

“É incrível como a quantidade de notícias que acontece no mundo, todos os dias, sempre se encaixa perfeitamente no jornal.”

Seinfeld (1)

Sitcom, o quê é? Onde vivem? Do quê se alimentam?

Sitcom, ou, comédia de situação (junção das iniciais das palavras situation comedy), é um estilo de comédia, onde a trama evolui a partir da reação dos personagens a uma determinada situação, incitando uma “reversão de fortuna”, que o personagem precisa resolver nos cerca de 20 minutos do programa. Obstáculos triviais são elevados ao absurdo, e pedem dos participantes reações ainda mais absurdas.

De acordo com a revista “Entertainment Weekly”, Seinfeld é a sitcom da nossa era - ainda que essas eras sejam distintas entre si. A última referência humorística de uma sitcom foi a clássica Friends, mas agora estamos falando do programa que elevou o medíocre ao mais alto grau de importância na vida cotidiana, já que Seinfeld é frequentemente definida como “uma série sobre o nada”. E, realmente, não existem tramas com romances ou situações dramáticas, é apenas o absurdo do nada em sua melhor forma. É a sitcom perfeita.

“Por que os relacionamentos são um problema tão grande para os homens? Eu acho que, por alguma razão, quando um homem está dirigindo pela estrada do amor, a mulher é como uma saída, mas ele não quer sair. Ele quer continuar dirigindo. E a mulher diz ‘olha, gasolina, comida, abrigo, essa é a nossa saída, isso é tudo que precisamos para sermos felizes… Saia agora!’ . Mas o homem está focado na placa que diz ‘Próxima saída em 27 quilômetros’ e ele pensa ‘Eu posso chegar lá.”

Seinfeld (4)

A história de Seinfeld

Não há história. Aqui, o termo “comédia de situação” ganha ares de autocaricatura, e as gags assumem para si o papel da trama. Mas há muito sobre o que falar.

Inicialmente, era para ser um especial sobre como um comediante standup produzia suas piadas, mas por sua qualidade, virou uma série que conta como um comediante e seus amigos enfrentam os revezes da vida.  Diversas vezes indicadas ao Emmy (premiada em 1993) e eleita uma das melhores séries televisivas de todos os tempos, ao lado de Os Sopranos e Os Simpsons (você não acha estranho tantas séries terem como título  o sobrenome de alguém?)

Geralmente, o enredo levava à situações constrangedoras e inesperadas, que implicavam na interferência mútua dos personagens, uns na vida do outro, mas tudo era resolvido (ou não) em conjunto, no final - ainda que esse, raramente fosse um “Final Feliz” (as coisas sempre davam errado ao fim de cada capítulo, mas o importante era rir disso).

O programa explorava a vida cotidiana, fazendo os episódios darem continuidade às decisões e rumos tomados pelos personagens, e quase sempre um mesmo tema se desenrolava por toda a temporada, e foi assim por 9 anos.

Eles nunca aprendiam! Dificilmente uma lição era entendida e absorvida, e todos continuavam errando e errando, num ciclo onde acabavam atolados e tentando rir de si mesmos. Parece, ou não, um retrato fiel da vida real?

“Há poucos conselhos em revistas masculinas porque não acreditamos que existam muitas coisas além do nosso próprio conhecimento, mas as mulheres sim. Elas querem aprender. Os homens pensam: eu sei o que fazer, apenas me mostrem um corpo nu.”

Seinfeld (3)

Quem é quem em Seinfeld?

Jerry Seinfeld interpreta a si mesmo. Um humorista standup tentando viver de sua arte e sempre se enrolando com seus afazeres, como pagar uma conta no banco, ir ao cinema, se arrumar pra um encontro... O personagem é o autorretrato próprio ator, meio sem jeito, meio estranho... Meio comum demais.

George Costanza (Jason Alexander)- Amigo de Jerry, é um cara que enche o saco, mesquinho, perdedor, interesseiro e mente sobre sua profissão pra parecer melhor do que é, mas nunca capta a moral da história, e termina exatamente como começou, ou pior.

Elaine Benes (Julia Louis-Dreyfus)- Você conhece a triz da sitcom “The New Adventures of Old Christine” e Veep- É ex-namorada de Seinfeld, a atual amiga. Ela é inteligente, dedicada, fala demais e sempre reclama dos homens.

Cosmo Kramer (Michael Richards)- É vizinho do Jerry, e é tão atrapalhado que chega a ser irritante. Vive inventando planos sem sentido e colocando a todos em confusões desnecessárias, mas sempre por agir com ingenuidade, o que torna difícil sentir raiva dele... É o amigo que te aporrinha, mas que ainda assim é seu amigo.

“Homens e mulheres agem como seus elementos sexuais básicos. Se você observar os homens solteiros num sábado à noite, verá que eles agem como espermatozoides - todos desorganizados, trombando com os amigos e indo na direção errada, como 3 milhões de patetas. Mas o óvulo é bem tranquilo: Bem, quem será? Eu posso me dividir. Posso esperar um mês. Eu não vou a lugar algum”

Seinfeld (2)

-

Texto de autoria de Marcos Paulo Oliveira.

Vortex Cultural

Um autômato a serviço do site... ou não.
Veja mais posts do Vortex
Compartilhar