Review | Bastard!!

bastard!! posterEstou em uma onda de ir atrás de animações japonesas, para quem me conhece sabe que isso é uma evolução e tanto, já que nunca fui um grande fã do gênero. Não me entendam mal, tenho algumas animações como obras que dificilmente serão superadas, principalmente se for compará-las com o que sai aqui no ocidente. Akira, Ghost In The Shell, Evangelion e outros estão em um nível muito acima. Mas enfim, preconceitos à parte, pedi algumas sugestões do que poderia conferir, já que fazia muito tempo que não consumia nada novo do gênero, e entre tantas indicações me sugeriram Bastard!!.

Que me perdoem os otaku’s de plantão, que não são poucos, caso esteja falando bobagens por aqui, mas como já disse sou apenas um iniciado, então take easy, folks. Após os avisos, vamos prosseguir. Bastard!! é um mangá criado por Kazushi Hagiwara, publicado no Japão pela Editora Shueisha em 1988 e até hoje está em produção, apesar de certa irregularidade (fiz o dever de casa hein?!). Mas como o objeto da resenha não é o mangá, e sim o anime, deixemos os detalhes de lado. O anime (OVA, no caso) foi produzido em 1992 e tem apenas 6 episódios, uma versão resumida do primeiro arco (posso chamar assim?) narrativo do personagem.

A história se passa em um tempo onde a raça humana tem de conviver em meio a bestas e demônios, e apenas feitiçaria e espadas ditam a lei. Encabeçando este caos está Dark Schneider, um mago demoníaco que pretende dominar o mundo, criando o que ele acredita ser uma utopia para todos. Com ele estão Gara, Arshes, Abigail e Kall-Su que se juntam ao seu ideal, o que Dark Schneider não contava era ser preso em uma criança por um grupo de sacerdotes do reino de Metallicana.

Após 15 anos, o mesmo grupo de aliados de Dark Schneider está seguindo seus passos e com isso, buscam libertar  Anthrasax, a Deusa da Destruição, de seu sono milenar para destruir a humanidade e limpar o mundo. Para isto, eles precisam destruir quatro selos que estão espalhados pelo mundo, sob a responsabilidade de 4 reinos, um deles é Metallicana, o mesmo reino responsável por aprisionar seu inimigo.

O reino tenta resistir aos seus inimigos, mas seu esforço é em vão e em um ato arriscado, Geo, um dos sacerdotes que aprisionou Dark Schneider, ordena a sua filha Yoko com o papel fundamental de libertar o mago aprisionado, em uma última tentativa de derrotar seus inimigos. O que eles não contavam era a forte personalidade e devoção por parte de Dark Schneider.

Bastard!! é uma anime bastante divertido, repleto de cenas de ações com magias e batalhas de espadas, além de uma pitada de erotismo. Seus personagens são carismáticos o suficiente para o envolvimento na história, porém, o roteiro deixa a desejar, os diálogos são pífios e as motivações dos personagens não são das mais convincentes. Os famosos “chavões” estão presentes entre as tantas frases de efeito ou gritos de mocinhas em perigo serem o suficiente para o protagonista se infle e acabe com quem estiver na sua frente.

Apesar dos clichês, Bastard!! é uma boa pedida por alguns pontos, e o primeiro deles é o protagonista. Dark Schneider é um anti-herói cafajeste, porradeiro, arrogante e ainda arruma tempo para soltar palavrões e ainda assediar a mulherada que está em volta. Outro ponto importante é a sacanagem que está presente em toda a série, seja em cenas implícitas ou naquelas escancaradas mesmo. E pra finalizar, as inúmeras referências feitas a bandas de rock durante a série, seja em nomes de magias como Megadeth, Venom, Accept, Iron Maiden, ou nome de locais ou personagens.

Bastard!! vale pela qualidade gráfica da animação, que apesar de ser 1992, é muito bem feita. Se está atrás de diversão, pode ir sem medo, só não espere muito estofo no roteiro, pois certamente irá se decepcionar.

bastard!!